Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
Facebook Jornal Evolução       (47) 99660-9995       Whatsapp Jornal Evolução (47) 99660-9995       E-mail

Novas liberações, mas com segurança


 

Durante a reunião desta quinta-feira (15) do comitê de crise da Covid-19 em São Bento do Sul, a decisão municipal é por seguir as determinações do novo decreto do governo estadual. Com isso, praças e o EcoParque do Samae voltam a ser liberados, assim como estão permitidas a música ao vivo em estabelecimentos, a sinuca e os jogos de carta e tabuleiro.

De acordo com o prefeito Antonio Tomazini, esta decisão é reflexo do respeito que boa parte da população vem tendo com as questões de segurança e prevenção à Covid-19. Ele diz que mesmo tendo adotado todos os cuidados necessários, acabou sendo acometido. “Cuidem-se. Essa doença é perigosa e dá uma dó dos negacionistas”, disse.

Porém, Tomazini acredita que devido ao avanço da vacinação e com as novas determinações do governo catarinense, é possível que São Bento do Sul também comece um processo de flexibilização das atividades. “Eu acredito e confio na vacina”, disse, destacando o trabalho das equipes de saúde que atuam no enfrentamento à pandemia na cidade.

Apesar da liberação da música ao vivo, a Prefeitura publicou uma portaria nesta quinta-feira, com restrição de horário para as apresentações, que deverão ocorrer das 6 às 23 horas, e para eventos as apresentações de música ao vivo deverão ter a autorização prévia da Vigilância Sanitária do município.

Também seguem permitidos no máximo dois músicos por vez no palco, separados por uma tela acrílica. Os estabelecimentos também seguem obrigados a cumprir as normas de segurança, caso contrário podem ser notificados, multados e até interditados.

A venda de bebida alcoólica em quadras esportivas segue proibida e o comitê vai analisar esta questão na próxima semana. “Estamos liberando algumas coisas, mas o momento ainda exige atenção e cautela. Não estamos de volta à normalidade”, reforçou a secretária de Saúde, Carmen Binotto.

Com o avanço da vacinação no município, tem caído o número de pacientes à procura de atendimento nos Centros de Covid. Na última semana foram 598 somando as duas unidades. Na semana anterior foram 628. Por conta disso, a partir de agora, os Centros de Covid não serão mais abertos nos fins de semana, e de segunda a sexta-feira passam a funcionar das 7 às 17 horas.

Carmen explica que esta mudança é necessária para remanejamento da equipe, pois agora mais profissionais serão destacados para atuar na vacinação, que passa a ser feita todos os dias, inclusive aos fins de semana. Apesar dessa queda no número de casos, a secretária reforça que o momento ainda é de atenção redobrada por parte de todos. “Álcool em gel, distanciamento, evitar aglomerações e tudo aquilo que já sabemos segue sendo necessário para que não voltemos a ver os casos crescerem”, reforçou.

Ainda conforme os números apresentados pela diretora do Centro de Vigilância à Saúde, Silvana Bianco Bauer, em São Bento do Sul seguem em monitoramento 507 pacientes, sendo que na semana epidemiológica anterior eram 522. Nos dois períodos se manteve praticamente estável o número de novos casos: foram 62 na semana anterior e 63 nesta última, assim como se mantiveram estáveis os níveis de internamento hospitalar: 35 em enfermaria e seis pacientes em UTI.

A faixa etária mais acometida fica entre 30 e 59 anos, com destaque para os que possuem entre 50 e 59 anos. “Mas acreditamos que a partir de agora esse número comece a baixar porque a vacinação em segunda dose começa a avançar neste público”, ressaltou a secretária de Saúde.

Hospital – O diretor geral do Hospital e Maternidade Sagrada Família, Oscar Júnior, voltou a apresentar os dados da unidade e destaca que felizmente, o hospital também nota redução nos atendimentos e hoje vive uma situação mais confortável. Nesta quinta-feira seguiam internados em enfermaria 33 pacientes, sendo 19 com casos ligados à Covid-19. A UTI segue lotada, com os dez leitos ocupados, sendo cinco por pacientes Covid e outros cinco por diferentes diagnósticos.

Atualmente estão afastados por diferentes motivos 22 colaboradores do hospital, sendo que no auge chegaram a ser 36. Os atendimentos na urgência/emergência também regrediram. Até alguns dias eram perto de 200 pacientes por dia e na última semana a média foi de 120 atendimentos. Desde o início do mês o hospital fez 123 testes de Covid em pacientes que chegaram à unidade relatando sintomas e, destes, 23 tiveram resultado positivo.

Eventos – Durante a reunião do comitê também foi autorizada a realização de uma feira de carros na Promosul, marcada para o fim de agosto. Também deve ser liberada pelo governo estadual a realização da Feistock. “Participei de uma reunião com o Jonathan (Linzmeyer – organizador do evento) e ele me apresentou todo o esquema de segurança para a feira. É algo fantástico, muito além do que o governo exige e por isso não acredito que a Vigilância Sanitária Estadual vá negar a autorização para a feira”, destacou Carmen Binotto.



Comente






Conteúdo relacionado



Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade


Inicial  |  Parceiros  |  Notícias  |  Colunistas  |  Sobre nós  |  Contato  | 

Contato
Fone: (47) 99660-9995
Celular / Whatsapp: (47) 99660-9995
E-mail: paskibagmail.com



© Copyright 2022 - Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
by SAMUCA