Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
Facebook Jornal Evolução       (47) 3059-1228       Whatsapp Jornal Evolução (47) 99660-9995       E-mail

Fapesc seleciona propostas para contar a história do ecossistema de CTI catarinense

Terça, 13 de julho de 2021

Clique para ampliar

Como parte da comemoração dos seus 25 anos, a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) lançou  chamada pública para selecionar 25 propostas que contem a história do desenvolvimento do ecossistema de Ciência, Tecnologia e Inovação (CTI) do Estado. As inscrições para as pesquisas de caráter histórico e bibliográfico podem ser feitas até 26 de julho.

O Programa #Fapesc@25anos_Conectando+Catarinenses faz parte da “Jornada dos 25 anos da Fapesc”, que visa a otimizar a difusão e a divulgação técnico-científica e histórico-cultural de Santa Catarina, disponibilizando aos catarinenses as contribuições e a história da fundação e dos principais atores do ecossistema de CTI para o Estado.

Segundo o presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, Santa Catarina possui um ecossistema de CTI maduro, desenvolvido e reconhecido nacional e internacionalmente. “Muitos atores (entidades, universidades, pesquisadores, empreendedores e gestores) contribuíram para isso. O governo do Estado e a Fapesc queriam dar um presente para o ecossistema de CTI e para a sociedade catarinense dentro da Jornada dos 25 anos. Assim nasceu o edital, como uma forma de levantar as principais contribuições, programas, ações, entidades e atores do estado, sistematizar essas informações e dados e contar um pouco desta história.”

O edital recebe propostas de projetos de pesquisa de caráter histórico e bibliográfico que gerem produtos editoriais sobre o ecossistema de CTI. Cada pesquisa vai resultar, além do relatório de pesquisa, em um livro, que terá a versão impressa e eletrônica (e-book). Serão R$ 1,9 milhões investidos, sendo que cada projeto poderá receber até R$ 35 mil. Também serão distribuídas bolsas, que podem chegar a R$ 3 mil. Os projetos contemplados devem estar enquadrados em um dos 25 temas relacionados no edital (veja, abaixo, a lista dos temas). A execução e a entrega dos resultados devem ser feitas em até um ano.  

“A Jornada dos 25 anos da Fapesc é um misto de comemoração e entregas para a sociedade”, explicou Holthausen. “Queremos mostrar as inúmeras contribuições que a Fundação, por meio de seus programas, fomento e conexões, geraram para o ecossistema de CTI de Santa Catarina, bem como para toda a sociedade catarinense. Mas, também, queremos ampliar as entregas de oportunidades para os pesquisadores, inovadores, estudantes e ICTs catarinenses. Essa é, também, nossa forma de comemorar nossos 25 anos, gerando mais resultados, mais entregas, mais conexões, mais oportunidades para os atores e entidades catarinenses, pois os beneficiados de tudo isso são os cidadãos de Santa Catarina.” 

“A Fapesc é o braço do governo do Estado que fomenta a pesquisa, ciência, tecnologia e inovação em Santa Catarina. Nestes 25 anos, tem exercido um papel fundamental na busca de soluções, de criar oportunidades e contribuir no desenvolvimento do Estado. Este edital vem ao encontro das premissas da Fundação, que promove o conhecimento e fortalece o ecossistema catarinense”, avaliou o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), Luciano Buligon.

Importância da história

Um dos temas do edital é “O Sistema Acafe e sua contribuição para o Ecossistema de CTI”. Para o professor Aristides Cimadon, presidente da Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe), o edital é uma grande oportunidade. “A Fapesc é o grande instrumento incentivador e promotor do conhecimento em Santa Catarina. Ela impulsiona as universidades e o setor produtivo a descobrir talentos, resolver problemas, criar formas de produção e inovar em todos os setores. O Edital 24/2021 é uma grande oportunidade para desenvolver pesquisas histórico-bibliográficas sobre o ecossistema de ciências, tecnologia e inovação.” 

A Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE) também terá sua história destacada. Seu presidente, Iomani Engelmann, diz que "contar a história dos vários pilares catarinenses em relação à inovação ajuda a mostrar o que Santa Catarina tem desenvolvido e como evoluiu nesta área, além de inspirar que outras regiões também implementem iniciativas inovadoras.”

“E o papel da ACATE, neste contexto, é fundamental. Afinal, a entidade ajudou a construir o ecossistema pujante que temos hoje em SC. Enquanto o setor de tecnologia responde por 3% do PIB brasileiro, no Estado corresponde a 6%. Atualmente, a inovação e a tecnologia são um pilar econômico importante de Santa Catarina, e vivemos um excelente momento, com vários programas e ações que podem ser replicados pelo país. Mas ainda existe um espaço enorme para crescimento, principalmente na formação de mão de obra qualificada, atualmente um dos principais desafios do segmento de inovação e tecnologia.”

A Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) também faz parte desta história. “A inovação é requisito básico para a competitividade de uma empresa. Por isso, esse é um dos temas centrais da agenda da Fiesc”, afirmou o presidente Mario Cezar de Aguiar. “Temos uma diretoria específica para a inovação e três institutos SENAI focados no desenvolvimento de sistemas embarcados e de manufatura e de processamento a laser. A proposta é apoiar e conduzir a indústria à cultura e processo perene de inovação. Indústria 4.0, digitalização, tecnologia 5G são irreversíveis e não apenas para as grandes indústrias de todos os portes e de todos os setores precisam andar nesta direção.”

Confira os temas do edital: 

  • A Fapesc e sua jornada de 25 anos;
  • A Rede Catarinense de Tecnologia – RCT;
  • Os Parques Científicos, Tecnológicos e de Inovação catarinenses (Sapiens Parque, ParqTec Alfa, entre outros);
  • A Rede Catarinense de Centros de Inovação;
  • A Fiesc e a inovação na indústria catarinense;
  • Os programas de Pós-graduação das universidades catarinenses;
  • Programas e parcerias com Agências Nacionais de CTI e seus impactos em Santa Catarina (Finep, Confap, CNPq, Capes, ANA, Embrapii, INPI, MCTI, Ministérios, dentre outros);
  • O Sistema Acafe e sua contribuição para o Ecossistema de CTI;
  • Universidades e Institutos Públicos Federais (UFSC, UFFS, IFC, IFSC) e suas contribuições para o Ecossistema de CTI;
  • As Incubadoras de Empresas em Santa Catarina;
  • Os Núcleos de Inovação Tecnológica (NITs) de Santa Catarina;
  • Os ativos de Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia dentro do Ecossistema Estadual de CTI;
  • A Acate e sua contribuição para o Ecossistema de CTI;
  • O Sebrae/SC e sua contribuição para o Ecossistema de CTI;
  • A Fundação Certi e sua contribuição para o Ecossistema de CTI;
  • Arcabouço legal de CTI (nacional e estadual) e seus impactos em Santa Catarina;
  • A Facisc e as principais organizações empresariais catarinenses;
  • O Pacto pela Inovação de Santa Catarina;
  • Estudo e levantamento de cases da inserção e/ou alavancagem profissional de mestres e doutores bolsistas egressos da Fapesc;
  • A inovação e os entes públicos do Estado (Governo do Estado, Alesc, MPSC, TJSC, TCE/SC, Udesc, Programas Municipais, entre outros);
  • Conexões internacionais em CTI de Santa Catarina e os programas da Fapesc;
  • Os principais laboratórios de CTI de Santa Catarina, vinculados a ICTIs;
  • Programas de Pesquisa da Fapesc (mapeamento de resultados e estudo de impactos);
  • Programas de Inovação da Fapesc (mapeamento de resultados e estudo de impactos);
  • Programas de Difusão da Fapesc (mapeamento de resultados e estudo de impactos).


Comente






Conteúdo relacionado



Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade


Inicial  |  Parceiros  |  Notícias  |  Colunistas  |  Sobre nós  |  Contato  | 

Contato
Fone: (47) 3059-1228
Celular / Whatsapp: (47) 99660-9995
E-mail: contatojornalevolucao.com.br



© Copyright 2021 - Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
by SAMUCA