Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
Facebook Jornal Evolução       (47) 99660-9995       Whatsapp Jornal Evolução (47) 99660-9995       E-mail

Programa para estimular os micro e pequenos negócios

Segunda, 14 de junho de 2021

Como forma de estimular o empreendedorismo dos micro e pequenos negócios em São Bento do Sul, a Prefeitura, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, promoverá o Programa de Microfinanças do município. A proposta recebeu sinalização positiva do prefeito Antonio Tomazini, sendo que a primeira ação será a possibilidade de concessão de empréstimo financeiro ao empreendedor. Neste empréstimo, os juros serão subsidiados pela Prefeitura, constituindo o “Juro Zero São Bento do Sul”.

Segundo a Secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Andréa Tamanine, o “Juro Zero” dependerá de que as parcelas do empréstimo sejam quitadas dentro do vencimento. Somente neste caso, os juros serão pagos pela Prefeitura como uma forma de apoio e incentivo aos negócios.

Entre os principais objetivos do Programa de Microfinanças estão o incentivo à geração de emprego e renda aos microempreendedores individuais, empreendedores de micro e pequenas empresas, bem como profissionais autônomos e empreendedores populares, que serão incentivados a formalizar e desenvolver cada vez melhor as suas atividades de gestão. A proposta também visa a inclusão e acesso a serviços financeiros, especialmente à população de baixa renda, por meio do incentivo ao empreendedorismo.

Conforme Andréa, o Programa será elaborado em conjunto com a Secretaria de Finanças, pautado em todas as regulamentações atuais aplicadas ao tema. Após, a minuta do programa será apresentada à Câmara de Vereadores para que seja discutida e aprovada, seguindo o documento para ser sancionado pelo prefeito. Para a concessão dos empréstimos a Prefeitura, por meio de processo licitatório, vai credenciar as instituições financeiras que ficarão responsáveis pela prospecção, análise, liberação do recurso e acompanhamento da operação.

No processo de concorrência, explica Andréa, serão considerados fatores como reputação, sede local e a metodologia de trabalho da instituição, pois um critério já definido é que o atendimento ao empreendedor deverá ser pessoal, diretamente na unidade econômica do empreendedor. “Com isso, se quer garantir o conhecimento sobre o negócio e a correta orientação ao crédito, além de realizar um levantamento socioeconômico que permita avaliar a necessidade e a viabilidade da utilização do crédito pelo empreendedor, auxiliando-o na tomada de decisão”, detalha.

Além do acesso ao crédito, o programa estará vinculado a oportunidades de educação empreendedora e capacitação pensadas diante da realidade identificada, assim, conforme a secretária, a iniciativa poderá de fato representar um grande avanço para um ambiente de negócios mais atrativo e sustentável no município.

Neste momento está em estudo o limite global dos valores a serem envolvidos, trabalho feito conjuntamente com o secretário Rodrigo Schumacher. Nossa proposta é que o investimento a ser feito com este empréstimo esteja vinculado a compras de fornecedores no município, assim injetando recursos na economia local. Em breve os valores oficiais deverão ser anunciados”, explica.



Comente






Conteúdo relacionado



Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade


Inicial  |  Parceiros  |  Notícias  |  Colunistas  |  Sobre nós  |  Contato  | 

Contato
Fone: (47) 99660-9995
Celular / Whatsapp: (47) 99660-9995
E-mail: paskibagmail.com



© Copyright 2021 - Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
by SAMUCA