Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
Facebook Jornal Evolução       (47) 3059-1228       Whatsapp Jornal Evolução (47) 99660-9995       E-mail

Como as empresas podem resistir à pandemia no Brasil?

Terça, 06 de abril de 2021

Especialista traz importantes orientações de como os negócios devem agir nesse momento

 
A crise sanitária segue grave no Brasil. Em 2020, mais de 75 mil lojas foram fechadas. Segundo levantamento realizado em Portugal, de acordo com o último Barómetro da Informa D & B, 15% das empresas portuguesas podem não resistir à continuação da crise em 2021.

Com mais de 35 anos no mundo corporativo e desde 2015 à frente da MORCONE Consultoria Empresarial, hoje trago um artigo sobre como as empresas podem resistir à pandemia, com foco no que estamos lidando aqui no Brasil.

Estamos vivenciando uma crise de saúde pública mundial, mas que no Brasil tem assustado cada vez mais. Sistemas de saúde colapsados, no limite do uso de leitos e deficiência de equipamentos para tratar os doentes. Os negócios estão tentando se manter, com medidas alternativas e emergenciais e o que é mais complexo nesse cenário, é o pânico que começa a tomar conta das pessoas.

Empresas podem resistir à pandemia?

Como empresário, conselheiro de administração e consultor empresarial, digo que sim, mas com ressalvas.

Nós saímos de 2020 sem muitas certezas quanto ao que seria desse ano, tivemos a notícia da liberação da vacina, mas que na prática, tem caminhado de maneira muito aquém do esperado.

Lido frequentemente em minhas consultorias e mentorias com empresas de diferentes segmentos e portes, com suas inúmeras angústias quanto ao futuro. Acredito muito que o futuro é construído hoje, com decisões assertivas e estratégicas, escolhas importantes.

O ideal é ao primeiro sinal de problema, rever o que tem acontecido no negócio e repensar o que pode estar caminhando de maneira errada. Procurar ajuda especializada é algo que muitas organizações ainda resistem, porque acham que podem ir levando como podem ou ir esgotando os últimos recursos.

Minha primeira orientação é que as empresas mudem a mentalidade de longo prazo, nesse momento, isso é absolutamente impossível, estamos em uma crise de saúde pública que afeta diretamente a economia, é preciso pensar em estratégias a cada semana.

Procurar ajuda é fundamental – Não resista!

Quando estou de frente com um gestor ou gestora, geralmente pergunto o porquê de não ter procurado ajuda antes. A resposta, na maior parte dos casos, é a de que esperava-se melhorias com os próprios recursos ainda existentes.

Será que demitir pessoas é mesmo o mais assertivo a se fazer ou até mesmo contratar pessoas neste momento?

Seria mesmo necessário apelar para a primeira proposta de empréstimo?

Investir em maquinário agora? Pensar em modelo de expansão agora?

O que vejo diante da crise são organizações adoecendo, porque os seus gestores, porque a equipe está temerosa quanto ao futuro. As ações devem ser tomadas agora. Não adianta tentar fazer previsões.

Procurar por mentoria ou consultoria empresarial é um importante caminho para lidar com a crise. Empresas podem resistir à pandemia se não se negarem ajuda, se não se negarem uma visão especializada externa, treinada para lidar com esses momentos de grande complexidade.

Milhares de negócios fecharam em 2020, alguns tentaram recomeçar nesse ano e antes mesmo de um início, já se viram novamente sem perspectivas de sobrevivência no mercado. Para que muitos negócios não estejam nas próximas estatísticas de fechamento é preciso se preparar o quanto antes, se precisarem de auxílio: procurem imediatamente.

Com consultor e mentor empresarial, tenho visto que a necessidade não é apenas equilibrar gestão e finanças, mas é orientar, inclusive, quanto a como agir nesse momento. Essa é, sem dúvidas, uma das principais crises já vivenciadas, mas esperar se agravar é a pior escolha para os gestores e gestoras.


Carlos Moreira - Há mais de 35 anos atuando em diversas empresas nacionais e multinacionais como Manager, CEO (Diretor Presidente), CFO (Diretor Financeiro e Controladoria) e CCO (Diretor Comercial e de Marketing). É empresário há mais de 15 anos e sócio e fundador da MORCONE Consultoria Empresarial.

 



Comente






Conteúdo relacionado



Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade


Inicial  |  Parceiros  |  Notícias  |  Colunistas  |  Sobre nós  |  Contato  | 

Contato
Fone: (47) 3059-1228
Celular / Whatsapp: (47) 99660-9995
E-mail: contatojornalevolucao.com.br



© Copyright 2021 - Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
by SAMUCA