Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
Facebook Jornal Evolução       (47) 3059-1228       Whatsapp Jornal Evolução (47) 99660-9995       E-mail

Hospital Dona Helena usa tecnologia inédita no Brasil para tratar aneurisma cerebral

Segunda, 28 de dezembro de 2020


 

 

Hospital Dona Helena usa tecnologia inédita no Brasil para tratar aneurisma cerebral

 

Acima, equipe do Hospital Dona Helena que realizou o procedimento minimamente invasivo

O Hospital Dona Helena, de Joinville (SC), foi pioneiro no país a utilizar uma nova tecnologia para tratamento minimamente invasivo dos aneurismas cerebrais. Uma paciente de 64 anos com diagnóstico de aneurisma cerebral envolvendo uma pequena artéria cerebral, foi tratada com a técnica de mini diversor de fluxo, utilizando o dispositivo Silk Vista Baby®, permitindo, assim, a manutenção do fluxo sanguíneo no cérebro e completa exclusão da lesão vascular. Esta nova tecnologia vem a somar no armamentário da neurorradiologia intervencionista, uma especialidade médica que utiliza abordagens minimamente invasivas para o tratamento de doenças vasculares do sistema nervoso central (SNC). 

 

“Esta tecnologia permite o manejo de lesões complexas em vasos muito pequenos, aumentando significativamente a segurança da cirurgia e as taxas de cura lesional. Para se ter uma ideia, a artéria tratada nesta paciente possuía espessura de 2,0 a 2,5 mm e foi completamente reconstruída”, explica Pedro Magalhães, neurorradiologista que integra o Hospital Dona Helena, responsável pela cirurgia realizada na instituição catarinense.

 

De acordo com o profissional, os aneurismas cerebrais são dilatações, semelhantes a bolhas, que acometem as artérias que levam sangue para o cérebro. Em alguns casos, o aneurisma irá romper, provocando consequências devastadoras para o paciente. “Estas novas técnicas permitem que estas lesões sejam tratadas antes de qualquer ruptura, eliminando-se, assim, o risco de sangramento futuro. No caso da paciente tratada, obteve-se a cura imediata de uma lesão extremamente grave, possibilitando a alta hospitalar 24 horas após a cirurgia, com retorno imediato às atividades do dia a dia”, detalha o médico.

 

A equipe de neurorradiologia intervencionista do Hospital Dona Helena é formada pelos médicos Pedro Magalhães, Paulo Wille, Hamilton Appel e Rafael Menegatti. Os profissionais possuem ampla experiência no diagnóstico e tratamento de doenças, tais como aneurismas cerebrais, malformações arteriovenosas cerebrais e medulares, doença aterosclerótica (entupimento) das artérias do pescoço e do cérebro. Também se destacam nacionalmente no pioneirismo e experiência no tratamento de fase aguda do acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico ou hemorrágico.



Comente






Conteúdo relacionado



Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade


Inicial  |  Parceiros  |  Notícias  |  Colunistas  |  Sobre nós  |  Contato  | 

Contato
Fone: (47) 3059-1228
Celular / Whatsapp: (47) 99660-9995
E-mail: contatojornalevolucao.com.br



© Copyright 2021 - Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
by SAMUCA