Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
Facebook Jornal Evolução       (47) 3059-1228       Whatsapp Jornal Evolução (47) 99660-9995       E-mail

Mais da metade das empresas fecham as portas em cinco anos

Segunda, 11 de novembro de 2019

 

Clique para ampliar
 

Causa mortis prematura dos empreendimentos no Brasil está relacionada a uma combinação de fatores, mas a falta de capacitação dos líderes, o comportamento dos empreendedores e problemas de gestão estão entre os principais responsáveis

 

A falta de planejamento, a má gestão empresarial e o despreparo de líderes e executivos são os principais motivos para o fechamento prematuro das empresas no Brasil. Ainda que fatores como a conjuntura econômica, o ramo de atuação e o fôlego financeiro das companhias não possam ser negligenciados, estudos revelam a importância do papel dos gestores na longevidade das empresas.

Realizado pelo Sebrae, o levantamento “Causa Mortis – O sucesso e o fracasso das empresas nos primeiros cinco anos de vida” é claro: planejamento, gestão e postura empreendedora são preponderantes para o sucesso dos negócios. A pesquisa de Demografia das Empresas desenvolvida pelo IBGE confirma as estatísticas: 60% das empresas com pouco mais de cinco anos fecham suas portas no Brasil.

Joinville não foge à regra. Entre 2014 e 2018, 30 empresas decretaram falência. O levantamento da Serasa Experian revela que, deste total, 11 delas fecharam as portas no ano passado – o maior número desde 2014 e 22% superior à soma dos três anos anteriores.

O business coach Fernando Vargas, associado sênior da SBCoaching Corporate, explica que para um negócio se tornar próspero e competitivo é necessário comprometimento da alta gestão. “Em Joinville, temos muitos profissionais que por anos foram funcionários de grandes companhias e agora decidiram empreender, mas abrir um negócio vai muito além de conhecer tecnicamente o mercado e ser um expert em sua área de formação. É preciso ser um líder de alta performance”, diz.

Com MBA em Gestão de Pessoas e Processos, Vargas lembra que Santa Catarina é um estado empreendedor. A afirmação está em sinergia com dados da Junta Comercial de Santa Catarina, que registrou recordes de novos negócios no primeiro trimestre deste ano e crescimento de quase 30% em relação à média de 2018.

“Entre os municípios catarinenses, Joinville liderou a média mensal de abertura de novas empresas entre janeiro e março deste ano, respondendo por 32% das 34,8 mil empresas constituídas na Jucesc no período”, comenta o especialista.

Como manter uma empresa viva

Na avaliação do master coach Fernando Vargas, se um dos principais fatores para o sucesso e a longevidade das empresas é a capacitação dos empresários, líderes, executivos e gestores, um passo importante é investir no aprimoramento destes profissionais. “Um pesquisa divulgada pela Consultoria ProGeps revela que os gestores gastam em média 59% do seu tempo no escritório ‘apagando incêndios’.  Essa é a prova de que eles precisam estar bem preparados para tomar a decisão correta em um curto espaço de tempo”, analisa.

Ainda segundo Fernando Vargas, uma pesquisa com profissionais de RH revelou que o prejuízo causado por um executivo sênior que “descarrila” oscila entre US$ 750 mil e US$ 1,5 milhão. “Nada menos do que 50% das carreiras dos executivos terminam em fracasso. Então, para complicar um pouco mais, imagine se esse executivo for o dono da empresa. Se ele fracassa, a empresa morre junto”, alerta o especialista.

Destaque Nacional em Alta Performance pela SBCoaching e único profissional de Joinville (e o segundo de Santa Catarina) habilitado para a formação de coaches pelo Programa Personal & Professional Coaching, Fernando Vargas decidiu compartilhar seu conhecimento com executivos catarinenses em um treinamento embasado nas estratégias dos maiores gurus de gestão do mundo.

No MBA in One Day, empresários, executivos e profissionais envolvidos com a liderança de empresas fazem uma imersão de oito horas para discutir liderança, organização, estratégia e execução com foco na melhoria contínua.

“O sucesso das empresas está diretamente ligado ao desempenho de quem toma as decisões. No MBA in One Day trabalhamos práticas para o alcance de metas, mas também abordamos visão de futuro, desenvolvimento de um modelo de negócios adequado e estratégias para ancorar mudanças comportamentais em prol de melhores resultados”, antecipa.

Preparando líderes e gestores

A 4ª edição do MBA in One Day Joinville será no dia 30 de novembro, das 8h às 19h, no Bourbon Joinville Business Hotel. Em todo o mundo, mais de 20 mil líderes e executivos já fizeram o treinamento. As inscrições para a edição joinvilense já estão abertas e contam com certificação internacional da IOC Institute of Coaching, Sociedade Brasileira de Coaching e Ben Tiggelaar (criador do MBA in One Day).

O MBA in One Day Joinville tem a assinatura da SBCoaching, uma das mais renomadas empresas de coaching do mundo, líder e referência em treinamento e soluções de alta performance. “Nosso principal objetivo é promover a evolução e a maximização do potencial humano, contribuindo para mudanças positivas e sustentáveis e, é claro, para aumentar as conquistas de profissionais, times e organizações”, resume o coach Fernando Vargas.



Comente






Conteúdo relacionado



Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade


Inicial  |  Parceiros  |  Notícias  |  Colunistas  |  Sobre nós  |  Contato  | 

Contato
Fone: (47) 3059-1228
Celular / Whatsapp: (47) 99660-9995
E-mail: contatojornalevolucao.com.br



© Copyright 2020 - Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
by SAMUCA