Fale conosco
            
Fale conosco
            
Edições do Jornal:
            


 
 
Indique para um amigo

Casal de mulheres registra BO após ser ameaçado por coronel do Exército em Florianópolis



Quinta, 10 de janeiro de 2019 11:00

Casal de mulheres registra BO após ser ameaçado por coronel do Exército em Florianópolis

Caso ocorreu em um restaurante na beira da praia de Ingleses na noite de terça-feira

 

Por Leonardo Thoméleonardo.thome@somosnsc.com.brPolícia registrou no boletim as imagens da arma apreendidaPolícia registrou no boletim as imagens da arma apreendida(Foto: Reprodução/ Boletim de ocorrência)

Duas mulheres de Florianópolis registraram Boletim de Ocorrência (BO) por terem sido ameaçadas por um coronel reformado do Exército Brasileiro. Elas relataram que o homem, de 66 anos, as ofendeu por conta da orientação sexual de ambas, ameaçando-as de morte e apontando uma arma para as duas, dizendo "onde já se viu, na era Bolsonaro, ele ser peitado por uma mulher". Tudo aconteceu na noite de terça-feira (8) em um restaurante na beira da praia de Ingleses, no norte da Ilha. A Polícia Civil vai investigar o caso.

A Polícia Militar (PM) foi acionada, lavrou um termo circunstanciado por ameaça e recolheu o revólver calibre 38 – que estava carregado – do coronel da reserva, que também é advogado. Como a patente do coronel era superior hierarquicamente à dos policiais, oficiais da PM foram acionados. Um capitão do Exército também esteve no local, pois o coronel se negava a assinar o BO. O coronel, que estava de carro e com suspeita de embriaguez, foi liberado ao fim da ocorrência.

De acordo com o relato de PMs no BO, durante toda a ocorrência, registrada por volta de 20h25min de terça-feira, o coronel da reserva do Exército tentou intimidar os policiais que ali estavam, "filmando e falando que iria mandar (as imagens) para o presidente Jair Bolsonaro (PSL)". O homem dizia ser "amigo íntimo" do presidente da República, garantiu que ambos estudaram na mesma escola e ameaçou que "todos os envolvidos iriam se arrepender amargamente por fazer (ele) passar por essa situação e por praticarem abuso de autoridade".

O casal gay feminino mora em Ingleses. Elas se chamam Raquel Teixeira, de 32 anos, e Thuany dos Santos Pereira, 25. Raquel diz estar assustada, com medo. Ela relata que não dormiu em casa na noite passada, pois os dois homens que estavam com o coronel moram perto da casa delas. Segundo Raquel, que é gerente de um café em Jurerê Internacional, os dois também riam e debochavam das ameaças e destempero do oficial aposentado, cujo nome não foi identificado pela reportagem porque não o localizamos para comentar o fato.

— Estamos correndo risco, esse homem não gosta de mulher, muito menos de mulher lésbica, como ele mesmo falou. Ele não se intimidou nem com a PM, ficou debochando dos policiais, perguntando se eles não tinham bandidos para prender, ao invés de darem ouvidos para um casal de sapatonas — relata Raquel, que deseja ver o oficial aposentado pagar pelo crime de ameaça.

Casal diz ter sido ofendido do nada

Raquel conta que ela e a esposa, Thuany, sentaram em um restaurante da orla de Ingleses no início da noite de terça-feira. Pouco tempo depois, perceberam que o coronel aposentado as estava filmando e falando "olha, na era Bolsonaro, duas sapatas na praia". As duas mulheres, então, foram até o homem e o questionaram pelas ofensas.

O coronel da reserva do Exército se alterou e falou que iria até o carro buscar a arma. Ao voltar, ele tinha em mãos uma sacola, em que Raquel diz que estava a arma. O homem começou a falar, segundo o BO, que estava armado e "quero ver vocês chamarem os amigos de vocês e a polícia". Após ele voltar armado e seguir com as ameaças, o casal chamou a PM.

Aos policiais, o homem afirmou que estava filmando seu sobrinho (também adulto) e falou "olha duas sapatas na mesa". Em seguida, uma delas teria dito que chamaria a polícia. O coronel negou, conforme o BO, que tivesse ido no carro pegar a arma, mas admitiu estar armado, pois possui porte de arma. Ele também negou que tivesse apontado o revólver para as mulheres.

"Vai responder como cidadão comum", diz chefe do Estado Maior do Exército

Superior do coronel aposentado que ameaçou o casal de mulheres em Ingleses, o coronel José Herculano de Azambuja Junior, chefe do Estado Maior da 14ª Brigada de Infantaria Motorizada, com sede em Florianópolis, afirma que o homem "vai responder como cidadão comum", pois já tem mais de 65 anos e a esfera militar não o alcança por ele já estar aposentado. Azambuja diz que falou com o homem ontem à noite, o aconselhou a entregar a arma e concluir o Termo Circunstanciado no local dos fatos.

— Quando tem incidentes envolvendo oficiais do Exército, a gente aciona o oficial de dia, que é quem fica responsável por qualquer fato que ocorra estranho à normalidade. Eu fui acionado e mandei outro oficial ir ao local. Recebemos a informação que era um coronel da reserva, aposentado há bastante tempo. Falei com ele, disse para assinar o TC, que a arma dele seria recolhida e ele responderia como cidadão comum, por estar aposentado há muito tempo — explica Azambuja, para dizer que o caso será analisado na Justiça comum.

O chefe do Estado Maior afirma que o coronel é de São Borja, no Rio Grande do Sul, mas sua base após a aposentadoria é em Resende, no interior do Rio de Janeiro. Ele está de passagem por Florianópolis indo em direção ao Estado natal. Todas as informações do BO já foram encaminhadas ao Exército em Resende, conta Azambuja.

— As informações do que aconteceu foram para a base dele. Mas não temos mais esfera administrativa para acioná-lo, porque ele está aposentado há anos.


Encontrou erro? Encontrou algum erro? Informe-nos, clique aqui.

Veja também:










AS MAIS LIDAS

  Seguir Jesus exige renúncia
 
  Comunicado transito de São Bento do Sul
 
  Dia do imigrante: trabalho e inclusão financeira
 
  SANTO DO DIA:Solenidade do Nascimento de João Batista
 
  Quartas de final do Campeonato Municipal de Futebol Society
 

Classificados
Clique aqui e envie seu anúncio gratuitamente.

 
46139950 acesso(s) até o momento.

Inicial   |   Notícias   |   Classificados   |   Colunistas   |   Sobre nós   |   Contato

© Copyright 2019 Jornal Evolução
by SAMUCA