Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
Facebook Jornal Evolução       (47) 99660-9995       Whatsapp Jornal Evolução (47) 99660-9995       E-mail

Produtor Rural de Mafra recebe curso para Emissão de Nota Fiscal Eletrônica

Segunda, 19 de julho de 2021

Clique para ampliar

 

·         Curso oferecido pelo SENAR a partir de parcerias entre Secretaria da Agricultura,  FAESC e Sindicatos Rurais de Mafra.  

           

A primeira, de um total de cinco turmas do curso para Emissão de Notas Fiscais Eletrônicas de Produtor Rural - (NFP-e) oferecido pelo SENAR, iniciou no dia 13 de julho, na Amplanorte, contando com a presença de cerca de 10 agricultores - quantidade reduzida em função da pandemia. Os cursos são fruto de parceria entre a Prefeitura de Mafra, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, FAESC e Sindicatos Rurais de Mafra.

 

A Nota Fiscal Eletrônica é a versão digital das notas tradicionais. As principais vantagens da Nota Fiscal Eletrônica conforme a Secretaria de Estado e da Fazenda de Santa Catarina são agilidade nos processos, ganho de tempo, redução dos erros de inscrição, eliminação de prestação de contas na prefeitura e acesso a internet. Para gerar a Nota Fiscal Eletrônica o agricultor deve utilizar um celular ou um computador conectado a internet.

 

Conhecimento do homem do campo

O Secretário Municipal de Agricultura, Adriano Marciniak  destacou a importância do trabalho em parceria do Executivo com as demais entidades, bem como dos cursos para os produtores rurais, que fazem parte dos projetos do Prefeito Maas, no que se refere ao desenvolvimento econômico do Município. “Nossos produtores estão cada dia mais  inseridos no mundo das tecnologias inovadores que promovem a melhoria da produção e da produtividade de suas propriedades. Os cursos promovidos pelo SENAR são um auxilio a mais para o aprofundamento do  conhecimento do homem do campo, que hoje administra seus espaços de forma empresarial”, declarou. 

 

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural- SENAR, criado pela, Lei nº 8.315, de 23/12/91, é mantido pelos próprios produtores rurais pelo pagamento de uma taxa de 0,2% para pessoas físicas e 0,25% para pessoas jurídicas sobre venda dos produtos comercializados e tem como missão realizar a educação profissional e a promoção social das pessoas do meio rural, contribuindo para melhoria da qualidade de vida e para o desenvolvimento sustentável do país.

 



Comente






Conteúdo relacionado



Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade


Inicial  |  Parceiros  |  Notícias  |  Colunistas  |  Sobre nós  |  Contato  | 

Contato
Fone: (47) 99660-9995
Celular / Whatsapp: (47) 99660-9995
E-mail: paskibagmail.com



© Copyright 2022 - Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
by SAMUCA