Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
Facebook Jornal Evolução       (47) 3059-1228       Whatsapp Jornal Evolução (47) 99660-9995       E-mail

Governador entrega ordem de serviço para maior obra de sistema de abastecimento de água do estado


Clique para ampliar

Para resolver o problema de abastecimento de água em Chapecó e municípios vizinhos, especialmente em períodos de estiagem, o governador Carlos Moisés entregou, por intermédio da Casan, a ordem de serviço que autoriza o início da construção da macroadutora do Rio Chapecozinho. O investimento total na obra será de R$ 195,7 milhões, com recursos do Estado. É a maior obra de sistema de abastecimento de água em Santa Catarina. O ato ocorreu em Chapecó na tarde desta quinta-feira, 3, quando ainda foram anunciados investimentos para Infraestrutura, Saúde e Segurança Pública.

"É um investimento grandioso, que vai atender a região e olhar para as futuras gerações, para a saúde das pessoas. Essa obra dará qualidade de vida aos moradores. Sempre ouvimos que o Oeste estava esquecido, mas não será assim. E esse é o nosso propósito aqui neste dia”, ressaltou o governador

A macroadutora beneficiará diretamente os cerca de 350 mil habitantes dos municípios de Chapecó, Xaxim, Xanxerê e Cordilheira Alta, transportando água bruta do Rio Chapecozinho por uma rede cuja extensão é de 58 quilômetros. No trajeto, serão construídos reservatórios, estações de recalque (bombeamento) e de tratamento de água. A previsão de conclusão da obra é de três anos, quando o sistema estará apto a captar, tratar e distribuir 1,2 mil litros de água por segundo.

>>> Mais fotos na galeria

A obra foi projetada para permitir e estimular o desenvolvimento econômico da região e o crescimento demográfico das cidades. Além disso, leva em conta as dificuldades de captação de água nas cercanias, onde os mananciais próximos são bastante vulneráveis a estiagens e secas que costumeiramente assola o Oeste catarinense.

A presidente da Companhia, Roberta Maas dos Anjos, destacou que nessa nova fase do Governo, onde o planejamento hídrico vem como uma das metas prioritárias do Estado, a Casan, alinhada às diretrizes do Governo, com economias geradas em dois anos de gestão, está investindo nos projetos que atendem a reais necessidades e anseios dos catarinenses. “Ter capacidade para investir em sistemas de abastecimento, solucionando problemas históricos, representa o grande avanço da Companhia", complementou a engenheira.

A vice-governadora Daniela Reinehr destacou que a busca por alternativas que venham solucionar os problemas relacionados à crise hídrica no Estado é emergencial. “Celebramos muito hoje a liberação para o início dessas obras, tão aguardadas pela comunidade. A viabilização da construção da macroadutora é um processo desenvolvido ao longo de muito tempo.”

O prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, agradeceu o início das obras e disse não lembrar de nenhum aporte de recursos tão grande em Chapecó, sendo próprios do Estado. “Ela impulsiona o desenvolvimento do nosso município. Era uma luta de todos.”

Estudo de concepção

A Casan vem trabalhando no projeto desde o início da década, quando contratou empresa especializada para avaliar as melhores alternativas de captação, transporte, tratamento e distribuição de água. Para dar suporte técnico ao empreendimento, um estudo de concepção avaliou variáveis, nas quais a distância e o desnível dos mananciais foram determinantes na comparação de custos de implantação e operação, definindo a melhor alternativa entre os rios Uruguai, Irani, Chapecó e Chapecozinho.


Rio Chapecozinho onde ocorrerá a captação 

Após a definição do projeto executivo de engenharia e as licenças ambientais necessárias, quatro terrenos foram adquiridos na região para a instalação das unidades necessárias, em negociações que envolveram aproximadamente R$ 1 milhão.

Divididos em dois - obra física e fornecimento de materiais -, os processos licitatórios foram concluídos em 2018, quando se iniciou a avaliação técnica das propostas e a confirmação dos recursos inicialmente assegurados pela União. Diante do impasse e da necessidade da região, o Governo de Santa Catarina captou recursos para viabilizar a obra que representa um investimento de pelo menos três décadas para o Oeste.

Comemoração

A moradora do Bairro São Cristóvão, de Chapecó, Edimara Veronese comemorou a notícia da construção da macroadutora. “Acredito que com a adutora esse problema da falta de água que atinge nossa região todos os anos em época de estiagem será resolvido. É uma grande conquista para Chapecó e municípios vizinhos”.

O recepcionista de um hotel de Chapecó, Elias Gasperin, contou que a família tem reclamado da falta de água. “Além da pandemia que estamos vivendo, também temos a estiagem que atinge nossa região. Esse projeto é uma das melhores notícias que recebemos. Há muito tempo já ouvi meus pais, meus avós falando dele e nunca saía do papel. Agora vai se tornar realidade”.

Infraestrutura para o desenvolvimento da região

O governador autorizou ainda investimentos de infraestrutura para garantir a competitividade, o desenvolvimento e mais segurança para população da região. Um deles, foi a autorização do edital de licitação, para contratação de empresa para restauração com aumento de capacidade da SC- 283, trecho Águas De Chapecó - São Carlos – Palmitos, com extensão de 19,98 km. O custo é estimado em R$ 66.297.455,63.

Também autorizou o edital de licitação para contratação de empresa para elaboração de projeto de restauração na rodovia SC-386 do km 20+731 ao km 21+581, município de Mondaí. Os recursos serão de R$ 49.766,54. O prazo previsto para a conclusão é de 60 dias.

Outro ato, foi a assinatura da ordem de serviço para a elaboração do projeto de restauração da SC-283. A obra será em dois lotes. O primeiro de Palmitos até o entroncamento com a BR-158, com extensão de 9,30 km. O segundo do entroncamento com a BR- 158 até Mondaí, com extensão de 22,40 km. O valor investido será de R$ 439.642,61.

“O Governo do Estado está fazendo um pacote de investimentos para recuperar toda a malha viária e fortalecer a cadeia logística. É nesse sentido que hoje anunciamos essas ações. São recursos importantes, que vão trazer conforto, segurança viária e atenção a essa importante região de Santa Catarina”, ressaltou o secretário da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira.

Saúde: ampliação dos Serviços de Verificação de Óbito

Outro importante anúncio feito pelo governador Carlos Moisés foi a construção do prédio para abrigar o Serviços de Verificação de Óbito (SVO) para Macrorregião de Chapecó. Um serviço estruturado para aperfeiçoar a qualidade da informação sobre mortalidade, colaborando assim no aprimoramento da construção e implantação de políticas públicas de saúde.

O valor inicial para a construção do SVO é de R$ 1 milhão com total de repasse podendo chegar a R$ 4,5 milhões, incluindo equipamentos e materiais. O Estudo de Viabilidade Técnica do Ministério da Saúde para Chapecó sugeriu a implantação do SVO na Rua Heitor Vila Lobos Lote 5. A prefeitura doou o terreno. 

Após a construção, o SVO deverá ser habilitado junto ao Ministério da Saúde para receber recursos financeiros para custeio. Santa Catarina tem atualmente dois Serviços de Verificação de Óbito habilitados pelo Ministério da Saúde, um em Florianópolis e outro em Joinville.

Reforma do prédio do IGP em Concórdia

Carlos Moisés assinou ainda a ordem de serviço para contratação de serviço de engenharia para adequação e reforma do prédio do Instituto Médico Legal de Concórdia. O investimento será de R$ 295.762,56.

Também estiveram presentes o chefe da Casa Civil, Eron Giordani, o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, o secretário executivo de Comunicação, Jefferson Douglas da Silva, deputados estaduais Mauro de Nadal, Altair Silva, Marcos Vieira, Luciane Carminatti, Marlene Fengler, deputados federal, Caroline De Toni e Celso Maldaner e outras autoridades.



Comente






Conteúdo relacionado



Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade


Inicial  |  Parceiros  |  Notícias  |  Colunistas  |  Sobre nós  |  Contato  | 

Contato
Fone: (47) 3059-1228
Celular / Whatsapp: (47) 99660-9995
E-mail: contatojornalevolucao.com.br



© Copyright 2021 - Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
by SAMUCA