Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
Facebook Jornal Evolução       (47) 3059-1228       Whatsapp Jornal Evolução (47) 99660-9995       E-mail

SEMANA LEMBRA IMPORTÂNCIA DO ALEITAMENTO MATERNO

Quarta, 05 de agosto de 2020

Clique para ampliar

         A Semana Mundial do Aleitamento Materno, comemorada nesta semana, está sendo lembrada no Hospital e Maternidade Sagrada Família pela sua importância para a saúde do bebê e da mãe. Mesmo sem a tradicional programação, devido à pandemia, cartazes e ações de incentivo lembram os benefícios do leite materno. Neste ano, o tema definido pela Aliança Mundial de Ação Pró-Amamentação é “Apoiar a Amamentação para um Planeta mais Saudável”.

         O ato de amamentar vai além da alimentação. “Ele aumenta o vínculo entre a mãe e o bebê através do toque, do carinho e do olho no olho. São momentos importantes que melhoram a auto estima da criança”, destaca a enfermeira Luana Roberta da Luz. Há estudos comprovando que quanto maior o tempo de amamentação, melhor será o desempenho em testes de inteligência, escolaridade e rendimento na idade adulta, podendo, inclusive, evitar quadros de depressão.

         A amamentação no seio materno deve ser exclusiva até o sexto mês de vida, não havendo necessidade de água e chás durante esse período. “O leite materno é rico em nutrientes, aumenta a imunidade, reduz doenças e alergias, como doença de Crohn, linfomas, diarreia, otite e dermatite atópica”, explica a médica pediatra Tânia Souza.

         A amamentação também estimula e fortalece a arcada dentária, previne problemas na fala, melhora a digestão e as cólicas, além de aprimorar o crescimento e o desenvolvimento da criança. “O primeiro leite produzido após o nascimento, chamado de colostro e que dura de dois a três dias, é muito importante neste momento, pois é rico em proteínas, vitaminas e probióticos. Eles são fundamentais para a flora intestinal e a imunidade, por isso é conhecido como a primeira vacina que o recém-nascido recebe”, informa a pediatra.

         A amamentação logo após ao nascimento é essencial não somente para o bebê, mas também para mãe, pois diminui o risco de sangramento, fazendo o útero voltar ao tamanho normal mais rápido, prevenindo anemia materna e reduzindo risco de câncer de mama e ovários.

 

DOAÇÃO DE LEITE MATERNO

 

         As doações de leite materno podem ser realizadas por todas as mães que estão amamentando. Porém, é necessário coletar exames laboratoriais para determinar se a doação poderá ser realizada. O Hospital e Maternidade Sagrada Família fornece os kit coletas e os frascos. “Em caso de indisponibilidade da doadora vir até o hospital trazer as coletas de leite ou realizar a coleta dos exames, o posto de coleta vai até sua casa”, destaca a enfermeira Luana Roberta da Luz. Todo o leite recebido é encaminhado para o banco de leite de Mafra, onde é realizado o processo de pasteurização. Do volume enviado, 30% retorna para o Sagrada Família. O restante fica no banco de leite de Mafra, onde a demanda é maior devido à UTI neonatal.

 



Comente






Conteúdo relacionado



Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade


Inicial  |  Parceiros  |  Notícias  |  Colunistas  |  Sobre nós  |  Contato  | 

Contato
Fone: (47) 3059-1228
Celular / Whatsapp: (47) 99660-9995
E-mail: contatojornalevolucao.com.br



© Copyright 2020 - Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
by SAMUCA