Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
Facebook Jornal Evolução       (47) 3059-1228       Whatsapp Jornal Evolução (47) 99660-9995       E-mail

Quarentena e COVID-19: o que fazer com os pequenos em casa?

Terça, 24 de março de 2020


A terapeuta familiar Evelyn Stam dá conselhos para tornar a quarentena mais divertida para as crianças e melhor para toda a família.

Clique para ampliar


As últimas semanas tem sido de muita ansiedade e preocupação para pessoas do mundo inteiro. O fato de ficarmos em casa o maior tempo possível agrava ainda mais esse quadro. Acrescente ainda crianças sem escola e temos como resultado pais confusos, esgotados e crianças irritadas. E agora? O que fazer para minimizar o impacto da quarentena para os pequenos?

A terapeuta familiar Evelyn Stam revela que há maneiras de tornar a situação menos estressante para as crianças e menos desgastante para os pais e os familiares: “Nesse momento a primeira e mais importante coisa a se fazer é ressignificar a situação. Ressignificar não é banalizar a situação, nem diminuir o problema, mas escolher qual o foco que quero dar à situação. Tudo depende de como encaramos a questão. Logo, as crianças podem ser um empecilho na realização do trabalho de casa ou estar em casa pode ser um privilégio, enquanto tantas outras pessoas ainda estão trabalhando do lado de fora.”

Oportunidade de avaliar o aprendizado infantil

Evelyn conta que estar mais tempo com os filhos em casa traz também a possibilidade de acompanhar e avaliar o aprendizado: "Ter crianças em casa pode ser uma oportunidade de ver o que eles estão aprendendo na escola, de ouvir o que eles tem para contar, de descobrir como seu filho aprende e de investir no relacionamento familiar.”

A terapeuta familiar traz alguns conselhos que farão a diferença e transformarão a sua quarentena para algo produtivo e melhor para os seus filhos assim como toda a família. Confira:

Crie uma rotina

Estabeleça um auxílio visual para colocar a rotina em prática. Você pode imprimir uma rotina num papel, fazer um quadro de cartolina ou usar um quadro com imas. O importante é fazer com que o quadro seja bem atrativo para a criança, com imagens e cores.

Coloque tudo na rotina, com horários pré definidos e tempo para cada atividade. Comece com a hora de acordar, café da manhã, rotina das matérias da escola, lanche, hora da brincadeira. Especifique os horários em que a criança vai trabalhar ou se divertir sozinha e também os horários em que ela vai estar com você. Assim, se você tiver que trabalhar, pode explicar mostrando no quadro que fez que em um próximo momento vocês farão algo juntos.
Crianças se beneficiam de rotina e gostam de saber o que vai acontecer. Lembra daquele filme infantil que você já viu cinquenta vezes? O princípio é o mesmo: a criança encontra segurança e tranqüilidade em saber o que vai acontecer.

Aproveite para desenvolver on interesse pela leitura

Deixe o seu filho ver você ler. A criança se espelha no seu comportamento e ver você em casa com um livro na mão vai chamar a atenção. Depois disso você pode chamar a criança para ler com você. Cada um ler uma frase desenvolve a interação, ler ao mesmo tempo ajuda a desenvolver entonação, pontuação e timing.

E ler com o seu filho em qualquer situação é associar o livro com uma memória positiva, com um momento de intimidade entre vocês. Assim criar interesse pela leitura fica muito mais fácil.

Desenvolva a solidariedade

Esse é um bom momento para deixar a criança pintar e desenhar à vontade, mas o que fazer com tanta arte espalhada pela casa? Incentive o seu filho a fazer desenhos e cartões para as pessoas que não podem receber visitas nos asilos, ou para as crianças que vivem em orfanatos.

Uma outra dica é utilizar o tempo em casa para separar brinquedos e livros em bom estado que não são mais usados e enviá-los para outras crianças que também estão em casa. Assim todo mundo vai ter coisas novas para se divertir nesse período de quarentena.

Crie novas brincadeiras

Ative a imaginação dos pequenos e coloque esses pequenos pensantes para trabalhar! A idéia é desenvolver seu próprio jogo de tabuleiro. Eles tem que pensar nas regras do jogo, em cada casa do tabuleiro, em quantos jogadores podem brincar a cada vez. A diversão é infinita.

Depois do jogo pensado é hora da ação: muito papel, caneta, lápis de cor, cola, liberdade e criatividade. Fazer o jogo é quase tão divertido quanto brincar com ele depois!

Faça bom uso da internet

Com o confinamento vieram também a boa iniciativa de muitas empresas: livros online gratuitos ou quase gratuitos, cursos de pintura grátis, canais de experiências caseiras no YouTube, a lista é extensa! Você como pai ou mãe é responsável pelo que o seu filho vê no computador, mas pode fazer uma seleção para a semana e deixar a lista prontinha pra uso. Discuta com a criança quais as coisas que ela gostaria de aprender e deixe ela participar do processo.

Aproveite esse momento para conhecer melhor o seu filho. Essa é uma ótima oportunidade para estimulá-lo com atividades que sejam produtivas e educativas, ao mesmo tempo que são focadas no que ele gosta. Converse com seu filho e escute o que ele tem a dizer.
 


Comente






Conteúdo relacionado



Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade


Inicial  |  Parceiros  |  Notícias  |  Colunistas  |  Sobre nós  |  Contato  | 

Contato
Fone: (47) 3059-1228
Celular / Whatsapp: (47) 99660-9995
E-mail: contatojornalevolucao.com.br



© Copyright 2020 - Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
by SAMUCA