Fale conosco
            
Fale conosco
            
Edições do Jornal:
            


 
 
Indique para um amigo

Combatemos os nossos pecados quando os reconhecemos



Sábado, 12 de janeiro de 2019 10:36

 

Caímos num pecado maior que é o orgulho, a soberba de acharmos que já estamos santos e não reparamos os pequenos pecados

“Sabemos que todo aquele que nasceu de Deus não peca. Aquele que é gerado por Deus o guarda, e o Maligno não o pode atingir” (1João 5,18).

 

Essa é a graça de Deus em nós. Nascer de Deus é vencer o pecado, é dizer que o pecado não manda nem tem a palavra final em nossa vida.

A cada dia, quando vamos levando a nossa vida em Deus, a força, a graça, o amor e a luz d’Ele em nossa vida nos dão forças para combatermos o mal e o pecado. Talvez, possamos nos iludir e achar que não pecamos mais, então, caímos num pecado maior, que é o orgulho, a soberba de acharmos que já estamos santos; não reparamos os pequenos pecados nem aqueles que são até grandes, mas, por causa da coroa da santidade que colocamos em nossa cabeça, não somos capazes de perceber os pecados que nos rodeiam.

A graça de Deus em nós, a graça que nos regenerou, que nos santificou e nos renovou nos dá a graça de, a cada dia, reconhecer que somos pecadores e ir para o campo de batalha, para aquele campo onde reconhecemos que pecamos e combater o pecado. Quando dizemos que quando nascemos de Deus não pecamos, é como dizer que aquele que nasce de Deus não se conforma com o pecado.

Quem não nasce de Deus peca e acha que é normal, mas quando somos de Deus, nós falhamos, erramos e pedimos a graça para combater aquele pecado. Não nos conformamos com o pecado, não normalizamos aquilo que não é normal, não transformamos o mal em bem. Pela graça de Deus, guardamo-nos do maligno, para que ele não nos atinja nem nos roube para ele.

Como o maligno rouba um coração? Quando ele consegue fazer aquele coração se convencer de que o mal que ele faz não é mau, que o pecado que ele faz não é pecado, e vivemos num mundo dominado por ele.

Há pessoas falando mal da vida dos outros e achando que não é mal; há pessoas prejudicando os outros, mas não vêem mal nisso; há pessoas vivendo ofensas graves a Deus, mas não vêem pecado nisso, aí o maligno é o vencedor.

Aquele que está em Deus reconhece suas fragilidades e, acima de tudo, o seu pecado; e trabalha com a graça de Deus para combater o mal e não se conformar com o pecado.

Que possamos, a cada dia, renascer em Deus; e a graça d’Ele nos tornará vitoriosos no combate ao mal.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo


Encontrou erro? Encontrou algum erro? Informe-nos, clique aqui.

Veja também:










AS MAIS LIDAS

  SANTO DO DIA:Santa Inês, modelo de pureza
 
  Sugestão de entrevista - Hanseníase: data alerta para essa doença silenciosa que atinge cerca de 25
 
  Para evitar obras paradas, entidades protestam contra Pregão Eletrônico
Documento entregue à Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, do Ministério da Economia, defende licitação por técnica e preço
 
   Especialista dá dicas para melhorar o currículo nas férias
Estudantes podem aproveitar o tempo livre para aperfeiçoar suas habilidades
 
  Defesa Civil registra alagamentos, deslizamentos e quedas de árvores no sábado (19) em Jaraguá do Su
 

Classificados
Clique aqui e envie seu anúncio gratuitamente.

 
41564327 acesso(s) até o momento.

Inicial   |   Notícias   |   Classificados   |   Colunistas   |   Sobre nós   |   Contato

© Copyright 2019 Jornal Evolução
by SAMUCA