Fale conosco
            
Fale conosco
            
Edições do Jornal:
            


 
 
Indique para um amigo

Estudo de impacto de vizinhança da construção da penitenciária será apresentado em São Bento do Sul

Nova unidade irá oferecer 364 vagas à região Norte de Santa Catarina

Segunda, 14 de maio de 2018 20:19

 Clique para ampliar
Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS
 

A construção da Penitenciária Industrial em São Bento do Sul volta a debate nesta quarta-feira (16). Na audiência pública, agendada para as 19 horas, a Secretaria de Justiça e Cidadania (SJC) irá apresentar o estudo de impacto de vizinhança à comunidade. Na semana passada, equipes técnicas do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) estiveram no local para realizar análises no terreno onde será construída a unidade prisional. De acordo com a SJC, ainda não há data para o início das obras.  

De acordo com o secretário municipal de Planejamento e Urbanismo, Luiz Cláudio Schuves, após a apresentação deste estudo é que poderá ser expedido o alvará de construção para a penitenciária e iniciar as obras no local.  

— A apresentação deste estudo não é um processo impeditivo para a construção da unidade. Pode ser que necessite de alguma adequação no local depois deste estudo, mas ele não impede que a construção inicie — afirma Schuves. 

A nova unidade será construída na rua Miguel Hubl, uma lateral da BR-280, no limite de São Bento do Sul com a cidade de Rio Negrinho. A terraplanagem está concluída desde dezembro de 2016. Assim que estiver finalizada, a previsão é que a área construída seja composta por 21 blocos, com espaço de saúde e de trabalho, ala de ensino, lavanderia e panificação. 

No total, a nova penitenciária irá ofertar 364 vagas para a região Norte de Santa Catarina. Segundo a SJC, a vistoria realizada na última semana faz parte de um protocolo para construção da unidade prisional.  Quando o Depen financia uma obra, o projeto é remetido para avaliação e aprovação do órgão. Somente depois do retorno do departamento é que a secretaria poderá dar continuidade ao projeto e, assim, iniciar o processo de construção, com o lançamento do edital de licitação. 

Em dezembro de 2016, o Depen disponibilizou R$ 44 milhões para Santa Catarina, e uma parte deste recurso foi destinada para a compra de equipamentos no sistema penitenciário. Além disso, hoje já está disponível no Fundo Penitenciário de Santa Catarina o valor de aproximadamente R$ 32 milhões, que serão utilizados para a construção da unidade prisional de São Bento. 

A construção da Penitenciária Industrial em São Bento do Sul volta a debate nesta quarta-feira (16). Na audiência pública, agendada para as 19 horas, a Secretaria de Justiça e Cidadania (SJC) irá apresentar o estudo de impacto de vizinhança à comunidade. Na semana passada, equipes técnicas do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) estiveram no local para realizar análises no terreno onde será construída a unidade prisional. De acordo com a SJC, ainda não há data para o início das obras.  

De acordo com o secretário municipal de Planejamento e Urbanismo, Luiz Cláudio Schuves, após a apresentação deste estudo é que poderá ser expedido o alvará de construção para a penitenciária e iniciar as obras no local.  

— A apresentação deste estudo não é um processo impeditivo para a construção da unidade. Pode ser que necessite de alguma adequação no local depois deste estudo, mas ele não impede que a construção inicie — afirma Schuves. 

A nova unidade será construída na rua Miguel Hubl, uma lateral da BR-280, no limite de São Bento do Sul com a cidade de Rio Negrinho. A terraplanagem está concluída desde dezembro de 2016. Assim que estiver finalizada, a previsão é que a área construída seja composta por 21 blocos, com espaço de saúde e de trabalho, ala de ensino, lavanderia e panificação. 

No total, a nova penitenciária irá ofertar 364 vagas para a região Norte de Santa Catarina. Segundo a SJC, a vistoria realizada na última semana faz parte de um protocolo para construção da unidade prisional.  Quando o Depen financia uma obra, o projeto é remetido para avaliação e aprovação do órgão. Somente depois do retorno do departamento é que a secretaria poderá dar continuidade ao projeto e, assim, iniciar o processo de construção, com o lançamento do edital de licitação. 

Em dezembro de 2016, o Depen disponibilizou R$ 44 milhões para Santa Catarina, e uma parte deste recurso foi destinada para a compra de equipamentos no sistema penitenciário. Além disso, hoje já está disponível no Fundo Penitenciário de Santa Catarina o valor de aproximadamente R$ 32 milhões, que serão utilizados para a construção da unidade prisional de São Bento. 

Fonte :http://anoticia.clicrbs.com.br/sc/geral/noticia/2018/05/estudo-de-impacto-de-vizinhanca-da-construcao-da-penitenciaria-sera-apresentado-em-sao-bento-do-sul-10338920.html


Encontrou erro? Encontrou algum erro? Informe-nos, clique aqui.

Veja também:










AS MAIS LIDAS

  Bolshoi de Joinville divulga lista de aprovados na seleção nacional
 
  Aplicação de provas terá quatro fusos horários diferentes
 
  Precisamos cuidar do outro que está ao nosso lado
 
  Mesários já podem obter Declaração de Participação
 
  SANTO DO DIA:São João Paulo II
 

Classificados
Clique aqui e envie seu anúncio gratuitamente.

 
38099232 acesso(s) até o momento.

Inicial   |   Notícias   |   Classificados   |   Colunistas   |   Sobre nós   |   Contato

© Copyright 2018 Jornal Evolução
by SAMUCA