Fale conosco
            
Fale conosco
            
Edições do Jornal:
            


 
 
Indique para um amigo

Operação Ambiental em algumas cidades de Santa Catarina



Sexta, 12 de janeiro de 2018 09:18

 Clique para ampliar
 

No dia (10/01), uma guarnição da Policia Militar (PM), da 3º Companhia do 2º Batalhão de Polícia Militar Ambiental, composta pelo Major PM Froehner, Sub Ten Ribas, Sub Ten Veiga e Sd Mayer a fim de atender a Política do Comando da Polícia Militar Ambiental, efetuou policiamento ostensivo ambiental de Operação Veraneio no interior de Canoinhas Três Barras, Santa Cecília Timbó Grande e Major Vieira, visando coibir crimes contra a fauna e flora bem como rondas preventivas em locais considerados de grande valor histórico e cultural  para a região do contestado.

À PM, órgão permanente, força auxiliar, reserva do Exército, organizada com base na hierarquia e disciplina, subordinada ao Governador do Estado, cabe, nos limites de sua competência, além de outras atribuições estabelecidas exercer a polícia ostensiva relacionada com a proteção do meio ambiente.

Atualmente a equipe ambiental é uma das responsáveis pela fiscalização do meio ambiente no estado de Santa Catarina, tendo um papel importante na preservação do meio ambiente no estado.

A doutrina classifica o meio ambiente como natural, artificial, cultural e do trabalho. Integra o Meio Ambiente Cultural o patrimônio artístico, paisagístico, arqueológico, histórico e turístico. Destaca-se que, apesar de serem bens produzidos pelo Homem e, portanto, também serem caracterizados como artificiais estes diferem dos bens que compõem o Meio Ambiente Artificial em razão do valor diferenciado que possuem para uma sociedade e seu povo.

Atualmente, a proteção do patrimônio histórico e cultural, no âmbito do ordenamento jurídico brasileiro, encontra respaldo em leis específicas, como o Decreto-Lei nº 25 de 30 de novembro de 1937, e até mesmo na própria Constituição Federal e em tratados internacionais, bem como através da lei de crimes ambientais.

De acordo com o Major PM Christopher Rudolf Froehner comandante da 3º Cia /2º BPMA é uma função do Estado e um dever da sociedade, atuar preventivamente na proteção dos patrimônios históricos de nossa região e qualquer intervenção não autorizada em locais considerados como patrimônios históricos e culturais, sujeitará aos indivíduos a responsabilização criminal administrativa e civil, de acordo com a legislação vigente.

A 3º Cia/2º BPMA, através das ações de prevenção está contribuindo significativamente para a preservação do patrimônio histórico e cultural fazendo com que as marcas da história se perpetuem no tempo, assegurando sua diversidade cultural e o planejamento de construções dinâmicas que enriqueçam ainda a região do contestado.

portalculturasulfm


Encontrou erro? Encontrou algum erro? Informe-nos, clique aqui.

Veja também:








Anuncie Aqui
AS MAIS LIDAS

  Bolshoi de Joinville divulga lista de aprovados na seleção nacional
 
  Aplicação de provas terá quatro fusos horários diferentes
 
  Precisamos cuidar do outro que está ao nosso lado
 
  Mesários já podem obter Declaração de Participação
 
  MEC libera R$ 31,80 milhões para instituições federais em Santa Catarina
 

Classificados
Clique aqui e envie seu anúncio gratuitamente.

 
38087387 acesso(s) até o momento.

Inicial   |   Notícias   |   Classificados   |   Colunistas   |   Sobre nós   |   Contato

© Copyright 2018 Jornal Evolução
by SAMUCA