Fale conosco
            
Fale conosco
            
Edições do Jornal:
            


 
 

Ministro Bruno Araújo encaminha carta de demissão a Temer em meio a racha entre alas do PSDB



Segunda, 13 de novembro de 2017 19:03

 


 

Bruno Araújo (à direita) participou nesta segunda (13), ao lado de Temer, do lançamento do Cartão Reforma (Foto: Marcos Corrêa, PR)Bruno Araújo (à direita) participou nesta segunda (13), ao lado de Temer, do lançamento do Cartão Reforma (Foto: Marcos Corrêa, PR)

Bruno Araújo (à direita) participou nesta segunda (13), ao lado de Temer, do lançamento do Cartão Reforma (Foto: Marcos Corrêa, PR)

 

O ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), encaminhou nesta segunda-feira (13) ao presidente Michel Temer uma carta pedindo demissão do governo federal (leia ao final deste post a íntegra da carta). O pedido de exoneração se deu em meio ao racha político no PSDB, que está dividido entre uma ala que defende a permência no governo federal e outra que quer desembarcar da gestão peemedebista.

A assessoria do Palácio do Planalto afirmou ao G1 que, até a última atualização desta reportagem, ainda não havia obtido informações sobre o pedido de exoneração do ministro das Cidades.

A cizânia tucana se intensificou durante a tramitação, na Câmara dos Deputados, da segunda denúncia do Ministério Público contra Temer. Na semana passada, com a destituição do senador Tasso Jereissati (CE) do comando interino do PSDB, a briga entre as correntes tucanas ganhou ares de crise.

Na carta de demissão, o titular das Cidades agradeceu ao presidente da República a oportunidade de comandar a pasta responsável, entre outras coisas, pelo programa Minha Casa, Minha Vida e justificou a saída do governo ao fato de, segundo ele, já não haver dentro do PSDB "apoio no tamanho que permita seguir nesta tarefa".

"Agradeço a confiança do meu partido, no qual exerci toda a minha vida pública, e já não há mais nele apoio no tamanho que permita seguir nessa tarefa", escreveu o ministro na carta em que pede para deixar o primeiro escalão.

Na tarde desta segunda, Bruno Araújo chegou a participar de uma cerimônia, no Palácio do Planalto, ao lado do presidente Michel Temer e de outros ministros. No evento, foram entregues os primeiros cartões reforma do programa do Ministério da Cidades que prevê o repasse de dinheiro a beneficiários do Minha Casa, Minha Vida para eles reformarem as moradias.

O movimento de Bruno Araújo abre caminho para a reforma ministerial. A ideia do presidente da República era tirar dois ministros do PSDB, entre os quais Bruno de Araújo.

 

A ministra de Direitos Humanos, Luislinda Vallois, também pode deixar o primeiro escalão.

Leia abaixo a íntegra da carta de demissão de Bruno Araújo:

Carta de demissão do ministro das Cidades, Bruno de Araújo (PSDB-PE) (Foto: Reprodução)Carta de demissão do ministro das Cidades, Bruno de Araújo (PSDB-PE) (Foto: Reprodução)

Carta de demissão do ministro das Cidades, Bruno de Araújo (PSDB-PE) (Foto: Reprodução)


Encontrou erro? Encontrou algum erro? Informe-nos, clique aqui.

Veja também:








Anuncie Aqui


AS MAIS LIDAS
Exposição apresenta trabalhos de alunos da Escola Maria José
 
Prefeitura de Rio Negrinho asfaltará mais duas ruas
 
RN - Campeonato de Bocha é retomado após 20 anos
 
São Bento Sempre Limpa será neste sábado (25)
 
Preço da mandioca é a boa notícia do Boletim Agropecuário da Epagri/Cepa de novembro
 
SCGÁS lançará projeto com modelo de atendimento pioneiro em Lages
 
III Fórum sobre Neurociências da Fundação Catarinense de Educação Especial ocorre nesta quarta-feira
 
Governo do Estado entrega ônibus escolar para 10 municípios catarinenses
 
Colombo inaugura bloco do Hospital Seara do Bem e obras da Avenida Nossa Senhora da Penha, em Lages
 

Classificados
Clique aqui e envie seu anúncio gratuitamente.

 
28935626 acesso(s) até o momento.

Inicial   |   Notícias   |   Classificados   |   Colunistas   |   Sobre nós   |   Contato

© Copyright 2017 Jornal Evolução
by SAMUCA