Fale conosco
            
Fale conosco
            
Edições do Jornal:
            


Avisos Paroquiais Igreja Matriz     Charge     Comunicados     Economia     Educação     Eleições 2016     Emprego     Entrevista     Especial     Esporte     Eventos     Fotos de São Bento do Sul     Geral     Investimentos     Justiça     Legislação     LUTO     Obituário     Obras     Olimpíada Rio 2016     Opinião     Polícia     Política     Reflexões     Religião     Saúde     Segurança     Social     Solidariedade     Tragédias     Turismo     Últimas notícias
 
 
Indique para um amigo

Departamento Penitenciário Nacional libera recursos para aquisição de mais 400 tornozeleiras em SC



Quarta, 11 de outubro de 2017 13:56

 

A Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania (SJC) conseguiu recursos no valor de R$ 1,4 milhão junto ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen) para aquisição de mais 400 tornozeleiras eletrônicas. “É uma suplementação do convênio, destinado a presos provisórios ou em medida cautelar, no qual já estão disponíveis 187 equipamentos em Santa Catarina. Com a nova demanda, vamos chegar a um total de  581 dispositivos”, explica o secretário adjunto de Estado da Justiça e Cidadania, Leandro Antônio Soares Lima, que esteve pessoalmente com os técnicos Depen em Brasília.

A SJC também irá realizar até o final deste mês de outubro um pregão eletrônico para aquisição de mais 800 tornozeleiras para presos do regime semiaberto, isto significa quase 1.400 equipamentos. “Ainda não é o número ideal, mas estamos trabalhando para atingirmos um índice expressivo que contribua para amenizar a superlotação nas unidades prisionais e penitenciárias de Santa Catarina”, ressalta Leandro Lima. “A ampliação do monitoramento é mais uma alternativa de possibilidade de cumprimento da pena”, lembra a secretária de Estado da Justiça e Cidadania, Ada Faraco De Luca.

As tornozeleiras eletrônicas foram adotadas inicialmente em SC através de um Termo de Cooperação Técnica celebrado em 2015 entre o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Justiça e Cidadania, a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o Poder Judiciário e o Ministério Público de Santa Catarina, que regulamenta a implementação do Projeto de Monitoração Eletrônica de Presos Provisórios e Cumpridores de Medidas Cautelares (Promep). 

O projeto previa 150 tornozeleiras eletrônicas, cedidas por empresa vencedora de processo licitatório, inicialmente contemplando as comarcas de Araranguá, Criciúma, Blumenau, Itajaí, São José e Florianópolis. Um novo Termo já ampliou para 37 tornozeleiras, totalizando 187 equipamentos em Santa Catarina e a inclusão de outras comarcas como:  Balneário Camboriú; Barra Velha; Biguaçu; Brusque; Camboriú; Canoinhas; Chapecó; Concórdia, Imbituba; Indaial; Itapema; Jaraguá do Sul; Joinville; Lages; Laguna; Maravilha; Navegantes; Palhoça; São Francisco do Sul,  São José do Cedro; São Miguel do Oeste; Tijucas; Tubarão; Videira e Xanxerê.

A Secretaria da Justiça realizou o processo de licitação e providenciou os recursos humanos e materiais necessários para a viabilização do projeto, permitindo que juízes responsáveis pelas áreas de execução penal autorizem as saídas monitoradas. A implementação do Promep prevê que terão direito a prisão domiciliar monitorada por  tornozeleiras eletrônicas apenas os presos do regime provisório. O semiaberto ainda não está previsto neste Termo de Cooperação.


Encontrou erro? Encontrou algum erro? Informe-nos, clique aqui.

Veja também:













Classificados
Clique aqui e envie seu anúncio gratuitamente.

 
28284325 acesso(s) até o momento.

Inicial   |   Últimas notícias   |   Classificados   |   Colunistas   |   Sobre nós   |   Contato

© Copyright 2017 Jornal Evolução
by SAMUCA