Fale conosco
            
Fale conosco
            
Edições do Jornal:
            


 
 
Indique para um amigo

OAB, CONGRESSISTAS E SENADOR DELCÍDIO



Quarta, 02 de março de 2016 15:01

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil declarou esta semana que o retorno do Senador Delcídio Amaral ao Senado, mesmo em prisão domiciliar, é um deboche com o cidadão e um desrespeito com o parlamento. E é mesmo. Qualquer ser minimamente ético, se afastaria da função para elucidação de todas as dúvidas e acusações para voltar, se isento de responsabilidade, ao nobre cargo e superior atividade no Senado da República. Isto, porém, não tem o caráter escandaloso que deveria abalar o sentimento de cidadãos que acreditam nas afirmações de que as instituições brasileiras estão estáveis, mormente quando assistimos estarrecidos que outro acusado, junto com o presidente do Senado Renan Calheiros, o Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, descaradamente abusa do cargo e do poder para manter-se inibindo o clamor público e de seus pares para que saia. Cunha afirmou numa arrogância impar, que a OAB é nada além de um cartel sem credibilidade. Entretanto, neste imbróglio, o que causa maior atenção é a provocação do ex-líder do PT no Senado, depois de 87 dias na cadeia, afirmar que, “se me cassarem, levo metade do Senado comigo”. Ambos, a Ordem e o Senado deveriam exigir retratações e censuras aos eminentes parlamentares. Ou será que a metade do Senado está a dever algo, como induz o colega preso.

 

INCOERÊNCIA DO PT

Todos lembram do Silvinho “Land Rover”. Era secretário-geral do partido dos trabalhadores. Em julho de 2005, nas investigações do mensalão, foi pressionado pelo partido a sair, ameaçado de expulsão por ter sido agraciado com o veículo. Na oportunidade Lula declarou ter sido traído por práticas inaceitáveis, tendo dito que para ele foi “uma facada nas costas”, o que não podia condizer com seus princípios e da agremiação que lidera. A “Land” representava na época algo em torno de R$ 74 mil reais. Interessante comparar a postura atual de Gilberto Carvalho (ex-Ministro-Chefe da Secretaria Geral da Presidência, indicado por Lula, Conselheiro de Dilma) em considerar que os presentes e gratificações que Lula recebeu “são a coisa mais natural do mundo”, de empresas contribuírem “com essa ou aquela pessoa”. Vale a comparação do valor dos presentes. A Land vale a metade do valor das cozinhas que Dona Marisa escolheu para o Tripléx do Guarujá e do sítio de Atibaia. Tem ainda a antena da Oi ao lado do sítio, no valor de R$ 1 milhão, a reforma da casa de campo custou à Odebrecht R$ 500 mil e o elevador exclusivo para o apartamento sem dono em Guarujá, que só foi visitado pela clã Lula, tendo custado R$ 700 mil. Embora Lula não saiba exatamente de quem é o sítio que o abriga nos finais de semana com sua mulher e amigos, para onde levou dezenas de caixas de bebida que trouxe de Brasília ao final de mandato (presentes certamente), custou a bagatela de R$ 1,5 milhão. Seria tão fácil dizer que pagou por tudo com a receita de sua alta competência nas milionárias palestras que ninguém viu ou assistiu. O PT não se incomoda com isso, do que dá para concluir que o Silvinho LR é que errou ao submeter-se as ameaças, e que se precipitou ao sair do partido.

 

AMEAÇA CONSISTENTE

Mais do que o processo de impedimento em tramitação no Congresso, virado em conflito primário entre a Câmara Federal e o Senado, tendo o STF exacerbando suas atribuições em interferências no legislativo, há sim, grave ameaça à Presidente. No caso de impeachment, aplica-se à presidente exclusivamente. No processo que já tramita no Tribunal Superior Eleitoral, avaliando a legitimidade dos custos de campanha da Presidente eleita, principalmente por inconsistências de informações e pela origem dos recursos, agora turbinados com  as informações do marqueteiro da coligação eleita, há o elemento curioso de que se a cassação for deferida, e tem tudo para isso ocorrer, cairá a chapa eleita. A Presidente e o Vice, deixando a ver navios os oportunistas do PMDB em expectativa para assumir o governo federal. Cassada a chapa vitoriosa nas eleições, é chamado o segundo colocado, no caso Aécio Neves do PSDB. Todos sabemos, que as mesmas empreiteiras corruptas e processadas na Lava Jato são as mesmas que contribuíram também para a campanha de Aécio. Assim, se cair o PT sob este fundamento, numa questão de tempo para o processo, e sobre os mesmos argumentos deverá cair o PSDB. É a angústia de toda uma sociedade que, perplexa, sofre as consequências da luta pelo poder e na defesa de interesses individuais, denegrindo ao extremo qualquer perfil de seriedade, ética e governabilidade. A irresponsabilidade é incomensurável e nós, somente nós pagaremos a conta.


Encontrou erro? Encontrou algum erro? Informe-nos, clique aqui.

Veja também:










AS MAIS LIDAS

  São Bento do Sul nesta segunda-feira (16) teve a maior temperatura para o inverno recorde de 33,2ºC
Calor Histórico: Termômetros ultrapassam 41 graus e calor bate recorde em SC
 
  Psicodália 2020 em Rio Negrinho está ameaçado por problemas burocráticos e judiciais
 
  Interbrasil participara da Abrafati 2019
Empresa de São Bento do Sul vai estar no maior evento do segmento de tintas da América Latina
 
  ADÍLSON ANTONIO ROHRBACHER
 
  Fotos do 1º Rock Burger realizado domingo em Rio Vermelho
 

Classificados
Clique aqui e envie seu anúncio gratuitamente.

 
48872393 acesso(s) até o momento.

Inicial   |   Notícias   |   Classificados   |   Colunistas   |   Sobre nós   |   Contato

© Copyright 2019 Jornal Evolução
by SAMUCA