Fale conosco
            
Fale conosco
            
Edições do Jornal:
            


 
 
Indique para um amigo
José Kormann, Dr. (Histórias da História)

Dr. José Kormann (Histórias da História)

Historiador


Miscelânea - 18



Quarta, 17 de fevereiro de 2016 16:22

É, aí pode vir de tudo

Pode vir: história = fato sem maior valor; História = ciência; estória = invencionices; lenda = realidade com imaginação; Ciência = tudo provado; Política = teoria administrativa.

 

E o palhaço agradou a Jesus

Conta uma lenda que, nos tempos de antanho, um palhaço, isso foi lá na Europa, andava de aldeia em aldeia fazendo alegres apresentações que a todos faziam sorrir e também sempre tinham algo de alegre e de bom a ensinar. Mas um dia foi pego em meiocaminho por forte nevasca. Caiu enregelado e foi coberto pela neve. Mas um cachorro são-bernardo o encontrou. Recolhido pelos monges passou a viver no mosteiro. Mas o palhaço era tão desajeitado que nada conseguia fazer e com tudo se atrapalhava. Certo dia os monges acordaram com um barulho que vinha lá da igreja. Por um corredor que dava direto ao coro da capela, os frades viram o palhaço brincando e fazendo Jesus sorrir. Era esta a sua missão. E qual é a tua?

 

Não é a primeira: nem do Brasil e nem da América

Como é bom amar o seu lugar, querer bem a seu rincão. Dizem até que quem conhece sua aldeia é universal. Isso realmente é bom, mas todos os exageros nada de construtivo nos podem trazer. Assim já ouvi, e várias vezes, dizer que a Sociedade Literária de São Bento do Sul seria primeira do Brasil e alguns, ainda mais ousados, até afirmam que ela seria a primeira da América. Realmente isso vai além de todos os limites. Os inconfidentes de Minas Gerais já possuíam a sua biblioteca. Os Jesuítas, expulsos em 1759, as tinham por várias partes do Brasil e até mesmo uma universidade em Salvador na Bahia. No Peru, Argentina e Paraguai já as havia bem antes. Amar sim, mas o verdadeiro amor, para ser amor, requer limites e respeito.

 

“O Primeiro a morrer será alguém da juventude”

Isso se deu na década de 1950 na localidade de Colônia Olsen, popularmente conhecida como São Pedro, no Município de Rio Negrinho. Para os habitantes daquela comunidade dois padres franciscanos pregavam as ditas Santas Missões. Os efeitos das pregações foram profundos e eficazes. Por ocasião de um dos sermões realizado no cemitério local sobre o tema “pensa frequentemente na morte e viverás santamente” na parte final o missionário pregador disse: “Vamos agora rezar pelo próximo a ser sepultado neste cemitério, o qual será um membro da juventude local”. Dito e feito. Quem morreu e ali foi sepultado foi o jovem de 18 anos chamado Antônio Goertler. Morreu de morte natural: peritonite causada por apendicite.

 

O professor de Blumenau

Foi meu colega no curso de História em Florianópolis. Um dia ele me disse: “Não sou ganancioso; só desejo ter minha casa e mais nada”. Ano seguinte ele me falou: “Já tenho minha casa; agora, para completar minha felicidade, só me falta um carro”. Ano depois ele já veio com seu carro dizendo: “Só me falta uma casa na praia, pois professor tem longas férias e assim isso é uma necessidade”. No quarto ano ele me disse: “Devo completar minha felicidade e comprar um trailer, pois sempre a mesma praia, isso enjoa”. Depois não mais o encontrei. Mas eu me pergunto: Será que ele completou sua ansiada felicidade? E lembrei-me o que diz Santo Agostinho: “Nosso coração está inquieto enquanto não repousar em Vós, Senhor.”

 

Estão mortos os personagens corretos e bons

O livro de Toni de la Torre, intitulado DR HOUSE – Um guia para a vida – Copyright, 2010, diz: “O personagem correto e eminentemente bom está em franca decadência. O perfil do herói amável e sincero já fracassou. O anti-herói sem escrúpulos é o modelo que arrasa. Precisamos de infortúnios, desgraças, tragédias, catástrofes, crimes, pecados, delírios, perigos, traições, etc.” E veja o que diz o subtítulo do livro: Um guia para a vida. Uma pessoa palestrando para professores disse: “Nossos alunos não querem mais coisas bonitas. Querem horror, monstros, crueldades, etc. É isso que nos tempos atuais devemos usar para atrair sua atenção”. Depois querem estranhar o que acontece no mundo atual. É o caminho: tendências > ideias > fat


Encontrou erro? Encontrou algum erro? Informe-nos, clique aqui.

Veja também:








Anuncie Aqui
AS MAIS LIDAS

  Hamilton dos Santos
 
  São Bento do Sul - Panettone solidário, ação do Rotary Cidade dos Móveis tem destino
O Rotary Club de São Bento do Sul - Cidade dos Móveis, filiado ao Distrito 4652, lança o projeto Panettone Solidário
 
  PM de SBS atende ocorrência de Roubo Tentado, Porte de arma branca, Desobediência
 
   Felipe de Lima
 
  Redução do ICMS sobre combustível dos aviões em SP viabiliza mais 46 voos para Santa Catarina
 

Classificados
Clique aqui e envie seu anúncio gratuitamente.

 
50611747 acesso(s) até o momento.

Inicial   |   Notícias   |   Classificados   |   Colunistas   |   Sobre nós   |   Contato

© Copyright 2019 Jornal Evolução
by SAMUCA