Fale conosco
            
Fale conosco
            
Edições do Jornal:
            


 
 
Indique para um amigo

Super sinceros X Super legais



Quinta, 11 de fevereiro de 2016 11:56

Estou percebendo que o mundo anda divido em duas classes: super sinceros e super legais. Vivemos nos tempos dos extremos, das características marcantes, aquele negócio de ponderação é coisa do passado, coisa de gente morna.

Algumas pessoas se intitulam super sinceras. Seu lema é “falo mesmo!” O triste é que falam mesmo! Falam sempre e de qualquer forma. Mas, quando uma pessoa se põe a falar, ela não fala para o vento, não fala para as paredes, fala para alguém. Esse alguém se emociona, têm pensamentos, ideologias, desejos, mágoas, dores, esse alguém sente. A justificativa do super sincero é a de que foi provocado e que está se defendendo. Bem, se for uma disputa entre dois super sinceros tentando ver quem ganha, tudo bem, apesar de ninguém ganhar nada. Mas, geralmente não é assim.

De outro lado estão os super legais. São aquelas pessoas que de uma hora para outra caem no choro dizendo não aguentar mais. O que não aguentam? Ser super legais o tempo todo. São aquelas pessoas que estão o tempo todo sorrindo, não ofendem ninguém, parecem estar sempre de bem com a vida. Justificam sua postura dizendo que seriam incapazes de fazer mal a alguém. Mesmo que agredidos continuam tentando ser legais apesar dos olhos marejados de lágrimas. Em seus momentos de choro questionam se merecem ser maltratados e “engolirem tantos sapos”, afinal, são tão legais.

Sempre achei que o melhor banho é de água morna, quente ou gelado demais é no mínimo desagradável e se pensarmos em extremos, fere. Da mesma forma, os excessos do super sincero e do super legal também ferem. Às vezes fere ao outro, às vezes fere a si próprio. O morno é agradável, sempre, assim como as pessoas ponderadas, as mornas.

Se o ambiente está frio ou quente demais, o morno não se encaixa perfeitamente, mas é sempre suficiente. Inclusive o morno aplaca o excesso do ambiente. Assim é o sujeito ponderado, sua fala acalma as relações e garante que ninguém saia ferido. O ponderado não é apático, também experimenta o amor, a alegria, a felicidade, a dedicação e muito mais. Graças a sua ponderação experimenta tais sentimentos de uma maneira sublime, especial, pois está com a consciência tranquila, sem a culpa e a arrogância do super sincero e sem a mágoa e a melancolia secreta do super legal.

Super sincero e Super legal ponderem o significado das palavras que usam para se autodescrever. Ser sincero e ser legal é maravilhoso, o problema está na intensidade extrema gerada pelo “Super”. Tudo pode ser dito, depende de como, onde e quando. Antes de falar ou calar é fundamental questionar, “afinal qual a função dessa fala para mim e para o outro?”. Antes de calar “é justo conosco não tocar neste assunto?”. Abram-se para uma nova experiência o calor e o frio podem queimar, o morno aconchega e quem não gosta de um delicioso aconchego que atire a primeira pedra.


Encontrou erro? Encontrou algum erro? Informe-nos, clique aqui.

Veja também:










AS MAIS LIDAS

  São Bento do Sul nesta segunda-feira (16) teve a maior temperatura para o inverno recorde de 33,2ºC
Calor Histórico: Termômetros ultrapassam 41 graus e calor bate recorde em SC
 
  Psicodália 2020 em Rio Negrinho está ameaçado por problemas burocráticos e judiciais
 
  Interbrasil participara da Abrafati 2019
Empresa de São Bento do Sul vai estar no maior evento do segmento de tintas da América Latina
 
  ADÍLSON ANTONIO ROHRBACHER
 
  Fotos do 1º Rock Burger realizado domingo em Rio Vermelho
 

Classificados
Clique aqui e envie seu anúncio gratuitamente.

 
48873313 acesso(s) até o momento.

Inicial   |   Notícias   |   Classificados   |   Colunistas   |   Sobre nós   |   Contato

© Copyright 2019 Jornal Evolução
by SAMUCA